Header Ads

#Crepúsculo - Como surgiu a Saga e porque não curto?

Numa noite de verão de junho de 2003, enquanto dormia com o marido e os três filhos em sua casa no subúrbio de Phoenix, nos Estados Unidos, Stephenie Meyer (autora da saga Crepúsculo), então com 29 anos, sonhou com o encontro romântico entre uma adolescente e um vampiro num anoitecer chuvoso.

A autora afirmou: "Isabella e Edward foram, literalmente, vozes em minha mente. Elas simplesmente não se silenciavam. Eu ficava até as altas horas da noite tentando digitar todas as coisas que apareciam em minha mente... Este tem sido um verdadeiro trabalho de amor, amor por Edward e por Isabella e todos meus demais amigos imaginários..." 

Que vozes eram essas em sua mente? Deus inspiraria tal obra? "E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas, antes, porém, reprovai-as. Porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha." [Efésios 5:11-12].

Nos livros da saga, a fórmula de Stephenie é converter histórias de terror em romances adocicados. Seus vampiros não tem dentões pontiagudos, não mordem e não há sangue no canto da boca. A ação é desacelerada para dar lugar ao drama humano que conduz à narrativa. Tudo apimentado pela tensão erótica velada entre os dois personagens.

Os livros da Série “Crepúsculo” já venderam mais de 25 milhões de cópias em todo o mundo, com traduções em 37 línguas diferentes.

Será que tudo é realmente tão inocente como dizem que é?

Adolescentes e jovens são verdadeiros seguidores da Saga Crepúsculo, não somente na saga cinematográfica, mas são assíduos leitores dos livros...

Não gosto nem um pouco dessa cultura de morte que tem surgido por aí. Zumbis, caveiras, pessoas que só se vestem de preto, vampiros...

Sei que vou desagradar a muitos, mas não acompanho nada que cultue a morte e culturas afins, inclusive a Saga Crepúsculo. Sei que quem acompanha pode até dizer que o que digo não tem nada a ver, mas decidi pela celebração da Vida e não pela exaltação da morte.

Entendo que a química do filme é perfeita para um mundo carente de historinhas bonitas, mas algo motivado por vozes do "além"... 

De qualquer forma, essa é apenas minha opinião, ok?

Nunca nos esqueçamos que Cristo morreu por nós, e essa foi, e ainda é,  a mais linda história de amor de todos os tempos.

Jesus abençoe a todos!

3 comentários:

  1. Sem contar que a Bella diz no filme que desistiria da eternidade para viver com o Edward. O filme fala sobre o lobo que se apaixona pelo cordeiro (segundo o próprio Edward no filme), acho que é necessário vigiar no que vemos, assim como as mas companias corrompem os maus costumes, o que vemos e ouvimos podem sim ter essa influência. Hoje em dia, criamos o hábito de dizer que tudo é normal que não tem nada a ver, mas temos que estar atentos a essas coisas. Temos que procurar assistir coisas que nos edifiquem, que nos faça crescer de alguma forma. Parabenizo esse blog por ser tão esclarecedor, continuem assim. Fiquem na paz, Deus os abençoe.

    ResponderExcluir
  2. corrompem os bons costumes**

    ResponderExcluir
  3. concordo 100% com o anônimo ai....paz a todos.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.