Header Ads

GENTE LESADA GERA GENTE LESADA - O perfil de algumas lideranças...



José Datrino, mais conhecido como profeta Gentileza, foi uma personalidade urbana carioca, espécie de pregador, que tornou-se conhecido a partir de 1980 por fazer inscrições peculiares sob um viaduto no Rio de Janeiro, onde andava com uma túnica branca e longa barba.


"Gentileza gera gentileza" é a frase mais conhecida do profeta Gentileza.


Faleceu aos 79 anos, no dia 28 de maio de 1996, e tem sido homenageado pela prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.


É com base na mais conhecida frase do profeta Gentileza, que escrevo esse artigo, porém com uma temática um pouco diferente:


Gente lesada gera gente lesada!


Vivemos tempos difíceis!
A sujeira do mundo crescendo cada vez mais, não é novidade, pois sabíamos que seria assim.
O que gera espanto e perplexidade é o comportamento da Igreja e de alguns dos seus líderes, que ao invés de lutar para que o Reino de Deus seja estabelecido na terra, gastam forças para estabelecerem os seus próprios impérios humanos...


Não falo da Igreja ou dos líderes(pessoas específicas), mas do comportamento um tanto quanto estranho de alguns dentro da Igreja...


Liderança não é capacidade de mando, ou de dar ordens!
Existem líderes deficientes emocionalmente e que precisam que alguém os obedeça. Querem ter a sensação de mando. Estão longe de ser uma liderança sadia. O exercício da liderança não é sinônimo de autoritarismo. Não é gritar ou impor. Não é fixar a vontade própria ou criar uma série de proibições impedindo o crescimento dos demais.


Um vez perguntei a um líder sábio:  O que devo prestar contas? O que devo compartilhar com o senhor das coisas que acontecem no ministério? E fui presenteado com a seguinte resposta: - Se um dia, você pensar que uma determinada situação eu não possa ficar sabendo, saiba que será justamente isso que preciso saber! É proibido pecar! O restante, basta se importar com as vidas sob sua responsabilidade e promover o crescimento saudável deles. 
Perceba que esse líder irá gerar outros líderes saudáveis de igual forma!


Um líder não deve ser manipulador, nem deve se valer das pessoas para execução de projetos pessoais ou para colocar-se em evidência. Uma liderança em Cristo, em verdade não usa pessoas, as respeita. Nossa sociedade personifica tudo, o carro tem nome, mas também “coisifica” pessoas. Não é isto que torna ninguém um líder.

A liderança cristã deve se sustentar sobre uma base: Cristo, a Bíblia e a Igreja lavada e remida no sangue do Cordeiro. O verdadeiro líder cristão precisa ser um apaixonado por Jesus Cristo e seu evangelho. Toda autoridade cristã deve exalar e estar impregnado do amor incondicional por Cristo e pelas almas, deve estar longe de interesses próprios. Deve poder recitar Gálatas 2.20: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.”



Se assim não for, estará sujeito a toda sorte de vaidades não característica de um líder admirado e, facilmente, seguido. Sentirá ciúmes dos seus liderados, se sentirá ameaçado por outras pessoas, promoverá intrigas, proferirá mentiras, usará de dissimulação para macular outros que, de igual essência, não são perfeitos, mas que buscam ao Senhor e, ainda,  não agirá com transparência, tornando o que deveria ser um ninho de amor, crescimento e respeito, num verdadeiro campo minado, onde possivelmente um desavisado pode ser feito em pedaços.


Um bom líder não gera apenas bons seguidores, e sim novos líderes.


Em Marcos 10.45: “O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e dar a sua vida em resgate de muitos”. Uma liderança sadia leva os liderados a reflexão, veja: Os seguidores de Jesus se recuperaram e se dispuseram a morrer por Ele, porque Ele fez isto. Cristo morreu por eles. Ele deu o exemplo. Conseguiu seguidores com mentalidade de servos porque Ele era servo.


O verdadeiro líder move os outros sendo para eles um bom exemplo e não os move por ordens.


Onde está a Igreja saudável que, sendo referencial, poderá resgatar a muitos?
Sendo referenciais, o programa de evangelismo será um mero acessório, tendo em vista que o estilo de vida evangelizará e GRITARÁ Cristo para as pessoas naturalmente.


Um dos maiores problemas é que os liderados irão, com o tempo, reproduzir as atitudes do líder. E, também, há aqueles que pensarão de forma diferente.
Daí entra em cena a famosa frase: "O diabo está se levantando!" 
Porém, o que acontece, na verdade, é que as consequências de nossas atitudes voltam para nós.


Sabemos que o diabo arma o circo mesmo, mas o palhaço somente entra no picadeiro por vontade própria, ou seja, pelas mazelas do próprio ego.


Em amor, deixo alguns conselhos à Igreja e líderes:
1) Ao pisar fora de sua área de competência, não tente liderar, siga! 


2) Amar a pregação promove grandes resultados, mas amar as pessoas a quem pregamos, promove uma revolução.


3) Se um dia você tiver que "chamar a atenção" de alguém, não veja como uma oportunidade de apontar o erro dessa pessoa.
Tenha em mente que o necessário é matar o erro e não aquele que está cometendo o erro!
Repreensão precisa ser uma carne de hamburguer, com o pão da honestidade de um lado e o pão do amor do outro.


4) Tratar pessoas de forma consistente e significativa somente é possível no modo manual. Usar o controle remoto funciona de forma previsível apenas em eletro-eletrônicos.

5) Até mesmo uma verdade, quando não submetida ao filtro do amor, pode não gerar bons frutos. 
O amor filtra as segundas intenções das verdades que pronunciamos.


6) Apenas começaremos a nos parecer com Jesus, quando permitirmos a morte do nosso EU. " se o grão não morrer ficará SOZINHO" (João 12:24)

Muito do que acontece em nosso coração é fruto de orgulho.



O que fazer, então, quando o orgulho sobe?

Nos aproximar da luz que é Cristo. Pois, além de mostrar com clareza quem realmente somos quando permanecemos em nós mesmos, ilumina a escuridão dos quartos escuros do nosso coração e nos faz ver quem seremos n'Ele.

Cura-nos, Senhor!

Galera, não se desesperem e não vejam tudo isso como motivo para desistir! Ainda existem, e graças a Deus aos montes,  aqueles que seguem a visão do Senhor Jesus: "...aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço, e outras maiores fará..." (João 14:12).

Valeu, galera!
Amo vocês!  


Um comentário:

  1. infelismente essa e uma grande verdade... no meio de nós...

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.