Header Ads

A Cinderela que perdeu a virgindade...

Era uma vez nos dias atuais, uma linda menina que se chamava Cinderela.

Ela morava com seus pais... Eles eram cristãos e criaram sua filhinha dentro da Igreja. Seus pais tinham outros dois filhos, que também faziam parte da Igreja...

Certo dia, Cinderela conheceu na Igreja um rapaz do grupo de adolescentes...

Seus olhares se entrelaçaram logo que se conheceram e logo iniciaram conversinhas bem descontraídas. Decidiram se encontrar às escondidas e aderiram à modinha do "ficar".

Enquanto os pais da Cinderela acreditavam que ela estava na escola, na verdade, ela estava se encontrando com o seu "príncipe" atrás da quadra de futebol da escola - um espaço conhecido como cantinho da pegação.

Na Igreja, eram uma bênção, mas quando ninguém estava olhando... (Prefiro não comentar, pois
nossa história corre o risco de virar um conto erótico!)

Na Igreja, trocavam torpedos mercando o próximo encontro. No tal encontro, trocavam carícias que também prefiro não comentar...

Cinderela mentia o tempo inteiro para seus pais para sair às escondidas com o seu "príncipe". Até que um dia seu amado "príncipe" lhe pede uma prova de amor, alegando que o amor que ele sentia era muito grande...

Possuídos por um desejo alimentado durante tantos encontros, eles consumam o ato.

No dia seguinte, o "príncipe" sequer envia um torpedo de bom dia, como era de costume. Logo Cinderela sente um peso na consciência por tudo o que aconteceu. Mas o "príncipe", durante um ensaio da banda dos adolescentes, envia para a Cinderela um lindo torpedo dizendo que está com muitas saudades...

Cinderela e seu "príncipe" entram numa rotina de se encontrarem para satisfazer seus desejos. Mas logo depois, Cinderela é desprezada e evitada por seu "príncipe", que por sua vez desenvolveu um comportamento de posse sobre ela. Mesmo desprezando, o "príncipe" não permite que ninguém se aproxime da Cinderela. Os dois ardem em ciúmes um pelo outro, mas não se respeitam. Brigas, brigas e mais brigas...

Cinderela começa a se sentir culpada por toda essa situação, que era um conto de fadas no começo, mas que agora a tem incomodado bastante.

Cinderela decide não mais se envolver nos trabalhos da Igreja e acaba se afastando dos seus melhores amigos... Se sente envergonhada e, ao mesmo tempo, escravizada pelo seu "príncipe" que se aproxima somente por interesses egoístas.

Nesse ponto nossa Cinderela percebe que perder um sapatinho traz consequências muitos menores que perder a virgindade numa hora errada.

Cinderela questiona: Por que comecei com isso?
Porque não ouvi minha liderança que sempre me orientou sobre namoro?
Por que menti para meus pais?
Porque decidi me envolver a tal ponto?

Nossa Cinderela colhe o amargo fruto de um triste plantio.

Para piorar a situação, o seu "príncipe" resolveu contar suas experiências para alguns dos seus amigos, que se encarregaram de espalhar o conto para toda a Igreja. Cinderela tem sua história exposta, e antes que seus pais soubessem de tudo por outras pessoas, resolveu contar tudo e sair da Igreja.

Hoje, Cinderela vive com a auto-estima comprometida e continua visitando outros cantinhos da pegação, com vários outros que se dizem "príncipes" e, ainda outros que declaradamente não o são.

E, por enquanto, Cinderela não vive feliz para sempre, como em todo final de um conto de fadas...

Cinderela precisa de sua ajuda em oração para restaurar sua vida no Senhor, pois esta história, por mais que eu tenha usado um nome fictício, é uma história real.

Essa foi a história da Cinderela que perdeu a virgindade...


Não se precipite como a Cinderela, decida esperar o momento certo!

22 comentários:

  1. Essa história da cinderela eu já vivi.

    ResponderExcluir
  2. Graças a Deus eu não vivi essa história e nem pretendo vive-la.
    Esperando o tempo certo!

    ResponderExcluir
  3. Essa Cinderela...vive na Bahia, no Tocantins, no Paraná, no Pará..enfim, são milhares delas, triste realidade, não esperar o tempo certo traz dores, decepções e angustias...vamos orar por todas as Cinderelas. e cuide-se a cada dia para que vc não seja uma.

    ResponderExcluir
  4. vivi isso ... mais o Senhor tem restaurado tudo o que foi quebrado.

    ResponderExcluir
  5. Que safado ele e ela que foi

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho 16 anos e namoro um jovem da igreja mas antes de nos namorarmos esperamos um ano para ver se era da vontade de Deus e no dia 25 de dezembro (natal) meu pai liberou nosso namoro... to mto feliz e quem espera em Deus nunca tera decepções. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente tem muita jovem na igreja vivendo esse drama. Pensou que havia encontrado um príncipe porem... hj em em dia nos mulheres temos que ser precavidas, Só porque o rapaz e crente frequenta a igreja que vc vai logo caindo de amor por ele. O cristão verdadeiro se conhece pelo fruto. Se ele vem com conversa mole ..desconfie. Saia desse relacionamento o mais depressa possivei antes que vc se torne mais uma cinderela amargurada por ai. Pena que essa é uma realidade cada vez mais comum em nossas igrejas. Graças a Deus que nunca passei por isso...mas deve ser uma situação dificil.:.(
    Oro a Deus pra colocar o rapaz certo em minha vida. Vou casar virgem para a honra e gloria do meu Deus.Meu amor pelo meu Deus é maior do que um prazer momentaneo com alguem que não teme o Senhor.

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente tem muita jovem na igreja vivendo esse drama. Pensou que havia encontrado um príncipe porem... hj em em dia nos mulheres temos que ser precavidas, Só porque o rapaz e crente frequenta a igreja que vc vai logo caindo de amor por ele. O cristão verdadeiro se conhece pelo fruto. Se ele vem com conversa mole ..desconfie. Saia desse relacionamento o mais depressa possivei antes que vc se torne mais uma cinderela amargurada por ai. Pena que essa é uma realidade cada vez mais comum em nossas igrejas. Graças a Deus que nunca passei por isso...mas deve ser uma situação dificil.:.(
    Oro a Deus pra colocar o rapaz certo em minha vida. Vou casar virgem para a honra e gloria do meu Deus.Meu amor pelo meu Deus é maior do que um prazer momentaneo com alguem que não teme o Senhor.

    ResponderExcluir
  9. A realidade de muitas.

    ResponderExcluir
  10. eu me sinto com a cinderela as vezes, apenas um objeto. Orem por mim por favor.

    ResponderExcluir
  11. A verdade e que muitos estão apitos a julgar e n a ajudar a maioria das pessoas condena outras pq cairam ao inves de ajudar a levantar ! No meio disso tudo ninguem q esta de fora ver como quem estar d dentro ! Devemos orar sim devemos pedi restituicao sim ..mais tambem devemos nos compadecer e acolher ! Afinal vc pode n ter sido vitima d uma historia cmo essa mais vc tera filhos e seus filhos teram filhos e q tipo d confianca vc vai ter cm eles ...? Eles vao confia em vc pr contar tdo ou vao preferi contar pr amigos ou simplismente esconder!

    ResponderExcluir
  12. Parece a minha historia. Mas agora eu me fechei para qualquer um q tenta se aproximar.....

    ResponderExcluir
  13. Já passei por isso. E ainda me sinto como essa cinderela. Mesmo tendo revelado aos meus pais, lideres. Me sinto rejeitado pelo meu pai. e alem de querer descarregar este peso sempre me masturbando e nada tem dado certo na minha vida, ja não sei oq fazer. me sinto um lixo.

    ResponderExcluir
  14. Eu sou essa cinderela, a diferença é que não saí da igreja. Mas já pensei nisso por várias vezes!

    ResponderExcluir
  15. Engraçado que o problema é só da Cinderela. Ninguém fala sobre o príncipe. Ele é só o cara que se aproveita. Só a virgindade da Cinderela q conta. Vamos focar na falta de caráter do prínicpe. Vamos educar os meninos a terem postura de homem; vamos deixar claro que AMBOS perdem com sexo antes do casamento.Que os meninos que saem por aí de Cinderela em Cinderela, dilacerando uma vida após outra também vão colhe os frtos de seus atos. Menos machismo não faz mal a ninguém.

    ResponderExcluir
  16. Acho que sou uma Cinderela :'(

    ResponderExcluir
  17. Ja passei por essa experiência. É muito traumatizante fui uma cinderela.mas me arrependi de tudo que fiz pedir perdão a Deus confessei o que fiz.terminei o relacionamento.Deus me restaurou e mudou minha vida.hoje sou outra pessoa.o que passei não desejo a ninguém portanto meninas esperem no Senhor não se precipitem.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.