Header Ads

Desvendando os segredos do pecado

| Parte 1 | Parte 2 |

Bom, galera, o assunto é muito sério!
Vamos entender como o pecado exerce poder sobre nossas vidas e qual o caminho que nos leva a pecar.

Sempre digo que, numa classificação de eventos, o pecado é o evento número 4(quatro) numa ordem de acontecimentos. Portanto, se conseguirmos identificar, resistir e vencer os eventos que o antecedem, certamente, não cairemos em pecado!

Se você é um jovem ou adolescente que realmente deseja vencer o pecado, precisa adquirir esse conhecimento e curtir uma vida plena com Cristo.

Qual o cristão que não vive em constante luta contra algum pensamento ou prática que considera errada?

Bem sabemos que o único salário que nunca se desvaloriza nessa vida, é o salário do pecado, que é a morte! "... o salário do pecado é a morte..." (Romanos 6:23)

Antes de continuar, precisamos entender o seguinte: Ou matamos o pecado, ou ele nos matará!
Não estou falando apenas de céu e inferno, estou falando de uma caminhada abençoada. Quero ir para o céu? Tudo bem, eu quero ir para o céu! Porém, sei que o que Deus tem determinado para nós, é que possamos reinar ainda vivos e desfrutar uma vida saudável. "... reinarão em vida por um só, Jesus Cristo." (Romanos 5:17).

Bom...
Vamos lá!
Desvendando os segredos do pecado

"Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte." (
Tiago 1:14-15)

Evento 1 - Atração (tentação)

Entenda: Tentação não é pecado!

Jesus Cristo foi tentado no deserto (Mateus 4:1 ao 11), mas não pecou. Isso nos prova que, enquanto for apenas tentação, não devemos nos dar por vencidos!
Algumas pessoas permitem-se entrar no campo de acusação apenas por serem tentadas, e desistem de lutar contra a tentação, acreditando que por terem tais vontades e desejos, já perderam a dignidade como filhos de Deus e se entregam ao pecado. Torno a dizer: tentação não é pecado!
Sempre seremos tentados!

Certa vez um jovem me disse que estava orando para que Deus tirasse dele os desejos sexuais. Expliquei pra ele que a carne nunca se converte, mas devemos crucificá-la todos os dias, e que Deus nos criou assim... Basta desfrutarmos dessa bênção de Deus, obedecendo os princípios do próprio Deus. Sexo não é maldição, sexo é bênção, mas existe o momento certo para que possamos desfrutar disso (casamento)!
O grande problema é a atitude que tomamos diante da tentação...

Tem uma galera nessa hora que vem com o seguinte papo: "Foi mais forte do que eu e não consegui vencer!"
Pura mentira, pois a tentação nunca é mais forte do que nossa capacidade de suportar e vencer, pois Deus não permitiria isso. "...fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis..." (1 Coríntios 10:13).

No momento da tentação, nós temos duas opções:
(   ) Resistir e escolher o escape providenciado por Deus.  "...com a tentação dará também o escape..." (1 Coríntios 10:13). Ou...
(   ) Ceder a tentação e passar para o próximo passo do processo...

Evento 2 - Permitir o engodo (engano)

Bom, se a pessoa chegou a esse ponto, é porque não resistiu a tentação e permitiu que o pensamento se desenvolvesse em sua mente.
Lembre-se: Pensamentos geram possibilidades, que para se concretizarem bastará uma oportunidade. Se não permito que em minha mente seja gerada uma possibilidade, com certeza, diante da oportunidade, serei firme para dizer não ao pecado. Porém, se permito que a tentação se desenvolva na mente, diante de uma oportunidade, cairei fácil.

Não tenho dúvida alguma em dizer que José do Egito não ficava desenvolvendo pensamentos libidinosos em relação a esposa de Potifar. Pensamentos libidinosos foi muito bom! Rsrsrs
Serei mais claro: José não ficava desenvolvendo pensamentos eróticos entre ele e a mulher do seu chefe. Se assim fosse, com certeza ele não resistiria diante da tentação, pois a oportunidade somente seria uma resposta às possibilidades que ele criou em sua mente.
Ele resistiu diante do pecado, porque antes resistiu a tentação!

Permitir o engano é o segundo passo para o pecado.
Costumo falar em minhas palestras que esse é o momento em que o jovem ou adolescentes escolhe "bater papinho" com a serpente.
Imaginem: Eva deveria ter resistido a serpente inicialmente e não ter dado assunto para ela. Aqui vai um pensamento bem pessoal... Eva devia ter comido alguma erva estranha lá no jardim do Éden, pois bater papo com serpente é coisa de doido. Rsrsr

Bom... Pra esclarecer o que quis dizer... Não entre no diálogo com a tentação! Não entre no engano!

Evento 3 - O pecado é concebido

Pronto!
Agora o pecado já entrou no coração e foi desenvolvido, gerando possibilidades.
Chegou nesse ponto "mermão" (meu irmão) a única coisa que virá à sua mente será satisfazer o desejo.
O ser humano não pecou ainda, mas fica cego, mesmo sabendo que é errado. Nesse ponto, saber que é pecado já não é suficiente para se controlar e se afastar do erro.

Fale a verdade comigo... É justamente assim com você também, não é?

Evento 4 - Pecado consumado

Aquilo que permitimos entrar por meio da tentação, "dá à luz o pecado"!

Evento 5 - Consequência

A consciência da asneira que fizemos, só vem nessa hora - depois do ato consumado...

Nesse momento, sentimos na pele, ou melhor, na alma que o salário do pecado é a morte.


Continua...

Leiam também: SEXO E TRANSFERÊNCIA DE ESPÍRITOS.

E não esqueçam de COMPARTILHAR, galera!


 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.