Header Ads

O futuro a Deus pertence... Será mesmo?

Fala, galera!


Bom...
Em outra oportunidade, discutimos aqui um ditado popular gospel, que muita gente acreditava estar na Bíblia - "Deus ama o pecador, mas abomina o pecado!" - e minha opinião rendeu muita polêmica.

Hoje vamos analisar outro ditado popular: "O futuro a Deus pertence!"

Um ditado popular é uma frase, com um texto mínimo, de autor geralmente anônimo, que é várias vezes repetido e se baseia no senso comum de um determinado meio cultural.

O fato de uma atitude ou frase ser repetida várias vezes e fazer parte, até mesmo, do nosso contexto cultural, não quer dizer que tal frase ou atitude seja algo correto e verdadeiro...

Mas "o futuro a Deus pertence"?

Basicamente, o sentido da frase é que não temos a capacidade de prever o nosso futuro. E esse é o único sentido que eu concordo, pois existem coisas que nos pegam de surpresa. Porém, mesmo que não possamos prever o futuro, podemos determinar, com nossas escolhas de hoje, a direção em que estamos indo...

A ideia é: Deus é quem sabe as coisas que vão me acontecer no futuro. Mas, e as nossas escolhas?

Vamos entender isso melhor...
Se eu escolho viajar para o Canadá e encontrar a Luiza, sei que devo me preparar para o frio, porém se escolho viajar para o Ceará, sei que devo me preparar para o calor. 

O que podemos aprender com isso?
Minhas escolhas determinam a direção que eu estou indo, o que certamente reservará situações bem previsíveis!
Imaginem uma pessoa que escolhe viver para a satisfação de seus próprios desejos, seja mentindo, usando drogas, se entregando a bebidas, usando de armações para conseguir seus objetivos, dissimulando, buscando sexo sem compromisso ou coisas parecidas... 
Como dizer que o futuro dessa pessoa pertence a Deus, se suas escolhas  não incluem Deus como direcionador de sua vida?

Se as escolhas são erradas, não preciso ter uma "bola de cristal" pra prever que a colheita será amarga!

Afirmo: O amanhã pertence a quem entregamos a direção da nossa vida! 

Entregar a Deus a direção de nossa vida, significa submeter a Ele as nossas escolhas. E fazer com que nossas escolhas passem pelo filtro dos princípios de Deus.

Nossas escolhas determinam a quem estamos entregando o nosso futuro!
Sinto informar, mas para alguns, o futuro não pertence a Deus, pois suas escolhas estão determinando quem está no domínio de sua vida!

Por exemplo, para os que se entregam a mentira:
"Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira." (João 8:44)

Como posso dizer a linda frase "O futuro a Deus pertence" se semeio armações, mentiras e "tramóias" o tempo todo?

Os frutos que colheremos amanhã sempre serão da mesma qualidade das sementes que plantamos hoje!
"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.
Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. (Gálatas 6:7-8)

Atitudes são sementes! 
Nossas atitudes de hoje, determinam o fruto que colheremos amanhã. Esse é o princípio do semear e colher...
Somente temos direito de escolha enquanto estamos prestes a semear, pois depois que semearmos, seja uma semente boa ou ruim, não teremos mais escolha, porque a colheira será certa!
Ou seja, a semeadura é opcional, mas a colheita é certa!

Portanto, resumir nossa vida em um ditado popular e esperar que as coisas melhorem por si só, semeando tudo o que não presta, é totalmente incoerente...

E aí... O seu futuro a Deus pertence?
Sinceramente, espero que sim!

Amo vocês!

2 comentários:

  1. De qualquer forma, o futuro não deixa de pertencer a Deus, já que por meio das nossas escolhas ele sabe do futuro, e até então, Deus também sabe de nossas escolhas, pois é Ele o Deus.
    No dicionário:
    "s.m. Ente infinito e existente por si mesmo; a causa necessária e fim último de tudo que existe.
    Em teol. cristã, ente tríplice e uno, 'infinitamente perfeito, criador e regulador do universo.'
    Cada uma das pessoas da trindade cristã: Deus Padre, Deus Filho e Deus Espírito Santo. (Nestas significações, escreve-se com inicial maiúscula.)"

    'infinitamente perfeito, criador e regulador do universo.'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se esqueça que a Bíblia nos afirma que temos livre arbítrio. Deus conhece o fim das coisas, tanto da vida quanto da morte, mas a Sua vontade é que ninguém se perca, porém a escolha é nossa!

      "Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência," (Deuteronômio 30:19)

      "Eis que hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição;" (Deuteronômio 11:26)

      "...escolhe pois a vida, para que vivas..."

      Deus conhecer o futuro, seja a vida ou a morte, por conta de nossas escolhas, não quer dizer que a morte e o mal é a vontade d'Ele. Acredito que a morte e o mal é a ausência de Deus, principalmente em nossas escolhas.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.